Apple Pay é lançado no Brasil, inicialmente com o Banco Itaú

Neste primeiro momento apenas clientes do Banco Itaú terão acesso à plataforma e poderão utilizar o sistema de pagamentos da Maçã para fazer compras em lojas físicas ou online que aceitem o método.

A parte boa é que, se você é cliente do banco, está dentro — felizmente, o Apple Pay funcionará com qualquer tipo de conta ou cartão de crédito da instituição (e nós esperamos que os demais bancos adotem uma estratégia parecida, quando entrarem no barco).

Para adicionar o seu cartão de crédito ao Apple Pay, basta abrir o app Wallet no iPhone e tocar no botão com sinal de mais (“+”), no canto superior direito. Aí, é só escanear o cartão usando a câmera (ou inserir os dados manualmente, se você preferir) e seguir as instruções seguintes.

Ainda há, é claro, uma instabilidade inicial na hora de cadastrar o cartão (afinal, tudo está sendo propagado e liberado agora).

O Apple Pay é compatível com os seguintes dispositivos:

iPhones (pagamento em lojas físicas, online e em apps)

  • iPhones 6 e 6 Plus
  • iPhones 6s e 6s Plus
  • iPhone SE
  • iPhones 7 e 7 Plus
  • iPhones 8 e 8 Plus
  • iPhone X

iPads (pagamento em lojas online e em apps)

  • iPads mini 3 e 4
  • iPad Air 2
  • iPad de quinta geração
  • iPad Pro
  • iPad de sexta geração

Apple Watch (pagamento em lojas físicas e em apps)

  • Todos os modelos de Apple Watch

Macs (pagamento em lojas online)

  • Macs 2012 ou mais recentes (autenticando pelo iPhone ou Apple Watch)
  • MacBooks Pro com Touch ID

Um ponto que muito me interessará acompanhar nos próximos meses/anos é ver o ritmo em que os estabelecimentos comerciais passarão a aceitar o Apple Pay; esse, nem preciso dizer, é o aspecto crucial para a popularização (ou não) da plataforma por aqui.

Para você saber em quais lojas, restaurantes e aplicativos será possível usar o Apple Pay no Brasil (já neste lançamento), confira este outro artigo.

Por ora, *não* serão aceitos cartões de débito. E, infelizmente, o Apple Pay Cash — recurso do sistema que permite o envio de dinheiro entre usuários, inclusive dentro do iMessage — também não estará disponível por aqui neste primeiro momento. Espera-se que a ferramenta, bem como a adesão de outros bancos e instituições financeiras, não demorará a chegar; nós, é claro, estaremos de olho em tudo.

Confira onde esta sendo aceito (Lojas físicas):

Entre as primeiras parceiras físicas da Apple aqui no Brasil, estão os estabelecimentos: Alô Bebê, O Boticário, C&C, Cobasi, Drogaria Iguatemi, Fast Shop, Fnac, Grand Cru, iPlace, Kinoplex, Livraria Cultura, Magazine Luiza, Nike, Netpark, Polishop, Petz, Saraiva, Sephora, Track & Field e Via Varejo.

No setor alimentício, temos Applebee’s, Bullguer, Grupo Egeu (General Prime Burger, Kaá, Italy), The Fifties, Habib’s, Mundo Verde, Nespresso, Starbucks e Taco Bell. Por fim, as operadoras Claro, TIM e Vivo também estão dentro.

A lista acima leva em consideração os parceiros da Maçã no lançamento do Apple Pay aqui no Brasil. Ou seja, ao entrar numa Starbucks, por exemplo, você verá adesivos, divulgações e tudo mais do serviço de pagamento da Apple.

Isso não quer dizer que não poderá usar o seu telefone ou o seu relógio para efetuar pagamentos, por exemplo, no mercado da sua rua. Se o terminal da loja for da Rede, da Cielo ou da Getnet1, suportar NFC2 e estiver devidamente atualizado, você poderá pagar sem nenhum problema. Quer dizer, é bem capaz de o atendente ou o caixa desconhecer essa opção de pagamento (principalmente nesta época de lançamento) — mas que é possível, é.

Fonte: https://macmagazine.com.br/2018/04/04/a-espera-acabou-apple-pay-finalmente-desembarca-no-brasil-inicialmente-com-o-banco-itau-como-parceiro-exclusivo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.